Blog

2011 – Odisseia no Espaço

Postado por:

Sabe quais as perspectivas astrológicas para o mundo nos próximos tempos?

Certamente já reparou que o mundo anda estranho. Mesmo estranho.

A incerteza é grande, em relação a quase tudo que representa segurança material na sociedade: emprego, dinheiro, bancos.

E o que fazer agora, quando o emprego é cada vez mais precário, o dinheiro é um valor a mudar de sentido, e os próprios bancos se mostram frágeis, como castelos de cartas a serem desfeitos pelo sopro do vento?

Já imaginou o que é viver numa sociedade sem “empregos” convencionais, sem “Bancos” de moeda concreta, em que ter “dinheiro” já não significa ser “rico”? Se não imaginou, prepare-se porque este cenário é já muito real…

Como cidadão, para mim é um privilégio viver este momento histórico. Afinal de contas, não estaremos nós há demasiado tempo em profunda contradição de valores? A cavar um fosso à nossa volta com as pás do ego, quando deveríamos ser mais solidários e verdadeiramente… HUMANOS?

Nos últimos anos, quantas vezes você disse “Obrigado” a quem o ajudou, “Bom dia” a quem o cumprimentou, “Bem-haja” a quem o ensinou, “Aqui estou” a quem precisou de si?

Como astrólogo, muitas vezes já me perguntaram o que achava do ano 2012, das mudanças na Terra, das profecias fim do mundo… Para mim, a mudança em curso é tão simples como esta: cada pessoa conseguir dizer ao outro, em verdadeira consciência, palavras como “Bom dia”, “Obrigado”, “Aqui estou”.

Experimente entoar para você mesmo estes mantras : ” Bom dia”, “Obrigado”, “Aqui estou”… Tão simples, não é? E, no entanto, tão difícil de dizer a todas as pessoas que nos rodeiam, que amamos ou vemos diariamente…

Em linguagem “esotérica” chama-se a este despertar de consciência – a abertura do chakra Cardíaco: saber amar o outro, entender o outro como a mim mesmo. E para isso, obviamente, terei que me amar e conhecer. Respeitar-me… e, em simultâneo, respeitar o outro. É este pequeno passo para cada homem que, em marcha conjunta, se poderá tornar o grande passo da humanidade.

Em termos astrológicos, podemos interpretar 2009-2011 como uma viragem histórica, sem precedentes, que durante os próximos 10 anos se manifestará como fim do materialismo. Ou tecnicamente falando, o despertar da consciência espiritual de Neptuno e o fim das grandes conjunções Júpiter-Saturno no Elemento Terra.

Durante os últimos 800 anos, os planetas que governam a sociedade, Júpiter e Saturno, semearam os princípios de evolução colectiva em cada um dos 4 Elementos, formando conjunções em: Ar; Água; Fogo; e Terra (esta última, entre 1842 e 2020).

E o que representa a Terra? O “emprego” (Virgem), o “dinheiro” (Touro), e os “bancos” (Capricórnio). Precisamente, os valores cuja sustentabilidade mais está em causa actualmente. Digamos que desde 1842, a humanidade desenvolveu-se em torno destes três pilares fundamentais – mas chegou agora a hora de começar a mudar de paradigma.

Chegamos oficialmente em 2010-2011 à metade minguante de um ciclo de Touro, com duração de 20 anos, por sua vez, o último ciclo de Terra dos próximos 600 anos.

Não se admire, por conseguinte, que até 2020 a sociedade dê uma grande cambalhota e total revisão de valores e escolhas. Em particular, no que respeita à ligação à Natureza (alimentação), acumulação de riqueza (fortunas), e segurança material (poupanças) – tudo isto associado ao signo Touro – o signo dos valores pessoais.

É, então, altura de perguntar “o que é realmente importante para mim?”, “o que é que de significativo construí até agora?“, “para que quero tudo isto que edifiquei?”, “o que me dá verdadeiramente a Paz interior?”… É tempo de questionar-se e agir em conformidade. Uma oposição astrológica é sempre uma altura de decisão e escolha. E estamos a vivê-la, AGORA.

Nas últimas centenas de anos, o mundo explodiu em produtividade, em construção de casas, em quantidade de fábricas, em melhorias na saúde, em quantidades de lojas, marcas, bens de consumo… Tudo isso foi fantástico. Mas temos que saber quando já é demais…

Já viu, por exemplo, quantos pares de sapatos tem? Quanta roupa tem guardada no armário e que nunca usa? A quantidade de comida que desperdiça? E já reparou que provavelmente não precisa de ter tanto, ou de trabalhar tanto ou de gastar dinheiro em caprichos caros quando poderia estar a salvar uma criança em África com apenas… 10 Euros?

É este o género de perguntas que nos devemos colocar nos próximos 10 anos. Afinal de contas, trata-se de uma mudança de fundo… temos que agradecer ao Elemento Terra, e despedirmo-nos com muito carinho, por todo o conforto material que conseguimos alcançar… à custa da própria …Terra. É tempo de preparar a mudança com consciência, humor e equilíbrio.

À grande transição de Elemento que vivemos e, consequentemente, de paradigma social chamavam os antigos a Trigonalis – porque a cada Elemento correspondem três signos.

E então pergunta você, qual o novo paradigma de civilização que irá nascer? Aquele que for baseado no Elemento Ar: “cooperação”  (Balança), “comunicação”  (Gémeos) e “comunidade”  (Aquário).

Se conceitos como internet, google, facebook, redes sociais, tecnologia digital, iphone, teleconferências, ONG, contribuição social, voluntariado, associações, comunidades virtuais, não são estranhos para si, é porque já entrou dentro do espírito deste novo rumo civilizacional.

Aquele em que a evolução tecnológica permitirá a distribuição de riqueza intelectual, a educação moderna e uma participação maior a nível global.

A fase do “Ter” está a terminar. Aproxima-se a fase do “Aprender, Dialogar e Partilhar”. Está preparado? Para ser um verdadeiro AMIGO? A Era de Aquário que se inicia em breve passa por isso mesmo: conseguir ser Amigo, ser Livre, ser Fraterno…

Não é por acaso que o planeta Neptuno, foi oficialmente descoberto em 1846 neste signo, na mesma altura em que nasceram os ideais comunistas. Não é coincidência também que este astro, regente da espiritualidade e solidariedade, só em 2009-2010 completou o seu primeiro ciclo zodiacal, desde que foi reconhecido.

Quer isto dizer que só agora a humanidade atingiu a consciência de Neptuno. Só agora, com a ruína evidente de um sistema egoísta, se revela a necessidade de verdadeira união e amor crístico entre as pessoas e povos. Porque vamos todos – pessoas e países – precisar de ajuda e, obviamente, perceber na pele porque temos que nos ajudar uns aos outros…

E isto tudo nos espera 2011, uma verdadeira Odisseia no Espaço, particularmente nos meses de Março e Abril, com Neptuno a entrar em Peixes, e Júpiter a completar definitivamente a oposição a Saturno. Será a certeza das novas condições sociais e materiais que, idealmente, impulsionarão uma grande vaga de inovação e criatividade mundiais…

Até Maio, como influência geral e comum a todos, prevalecerão os impulsos de ruptura com normas e afirmação da individualidade (muitos planetas em Carneiro). Será um clima geral de impaciência, vontade de mudar e começar algo completamente novo, com autonomia, seja no trabalho, na vida ou nos compromissos.

A partir daí e até Dezembro, uma vez que Saturno e Júpiter estarão em signos de Vénus, será importante aproveitar o lado bom de todas estas mudanças, apreciar o lado simples da vida, amar e agradecer…

Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Carneiro / Áries , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Carneiro / Áries em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens