Blog

Astrologia Horária – O Campeão 2015

Postado por:

Que tipo de questões podem ser analisadas em Astrologia Horária? Neste artigo, exploramos a aplicação deste ramo do conhecimento em relação a um desporto.

Em concreto, será analisada a pergunta realizada num programa de televisão ao astrólogo: “Quem será o campeão português de futebol em 2015?”. Mais do que encontrar um veredicto absoluto, pretende-se treinar e testar até que ponto a Astrologia se pode plasmar a qualquer contexto real da sociedade, algo que é desde sempre assumido como princípio por esta disciplina sagrada.

Em artigos anteriores, fomos aprendendo certas técnicas de Astrologia Horária aplicadas ao desporto-rei. Em específico, estudámos algumas abordagens divulgadas pelo astrólogo inglês John Frawley (ver artigo resumo de técnicas aplicadas no campeonato do mundo 2014 publicado no jornal astrológico gratuito 4 Estações).

Embora se coloquem questões sobre a utilidade filosófica e contribuição ética destes exercícios, são sempre interessantes como treino técnico. É sobretudo nessa vertente pedagógica que elaboramos este artigo (ver artigo Astrologia e Futebol – Qual o Interesse?).

Curiosamente, a profissão de Astrólogo goza de um estatuto especial, porque ao contrário de outras profissões como meteorologista, economista, médico, político – o seu erro é francamente menos tolerado pelo público.

Mas é impossível aprender, sem errar e testar. E, por isso, é normal como em qualquer ofício que a prática leve a uma percentagem de sucessos de análise cada vez maior e a uma aprendizagem mais diversificada de aplicação desta disciplina tão especial.

FCP-SCP-SLB

A PERGUNTA

O contexto da questão é a seguinte. Fui convidado, a meio de Novembro de 2014, para uma entrevista breve num canal português alternativo de televisão (Canal Q) sobre perspetivas astrológicas para o ano 2015, a passar no dia 2 de Janeiro de 2015 no programa Inferno.

No final da entrevista, o entrevistador Guilherme Fonseca pergunta um pouco em tom de brincadeira “Quem será o próximo Campeão de futebol, em 2015?”. Ao que respondi não saber, mas desejando que fosse o meu clube – o Sporting – e dizendo que a pergunta horária poderia ser analisada.

Em tom de treino, resolvi analisar o mapa da pergunta, para o local e momento em que foi colocada. Aqui vai a interpretação e as curiosidades.

A COMPETIÇÃO

Quando analisamos estes mapas horários, temos que ter noção do contexto. Para o caso, os campeões crónicos do campeonato português nos últimos anos têm sido o FC Porto ou o Benfica. O terceiro candidato ao título, o Sporting, tem estado arredado da luta nos últimos dez anos. Muito ocasionalmente, surge um campeão extraordinário.

Em 80 edições, desde 1934, o Benfica foi campeão 33 vezes; o Porto, 27 vezes; o Sporting, 18 vezes; o Belenenses e o Boavista, 1 vez.Porém, nas últimas décadas o FC Porto tem sido hegemónico. Eis a lista das últimas 19 épocas:

TABELA_CAMPEONATOS-CURTO

Em termos de apostas, por altura da pergunta, era esta a perspetiva dos possíveis vencedores. Na prática, quase ninguém acreditava que o campeão pudesse ser outra equipa além de Porto ou Benfica (exemplo de interpretação da tabela – por cada unidade apostada no Belenenses, o apostador receberia 101 vezes esse valor em caso de vitória no campeonato – por outras palavras, teria 1 % de probabilidade esperada enquanto o Porto teria mais de 50%).

ODDS_CAMPEOES

Por grande “coincidência”, na altura em que a pergunta foi colocada, estavam decorridas 10 jornadas (10 jogos) a que correspondem 30 pontos disputados (uma vez que cada vitória corresponde a 3 pontos). E qual a “coincidência”? É que a probabilidade deste facto ter ocorrido correspondendo exatamente ao número de graus de cada Signo (30 graus) é ínfima, uma vez que estão em jogo 102 pontos (correspondendo a 34 jogos a disputar).

Foi este facto que atesta bem a radicalidade do mapa horário (adequação do mesmo ao contexto interpretado) que me inclinou a avançar com a interpretação. Na verdade, isto implica dizer que “Os Deuses (os Planetas/ o Inconsciente Coletivo dos Sábios que estudaram Astrologia / os Guias)  são favoráveis à interpretação da pergunta e permitem-se a revelar a resposta”.

CLASSIFICACAO_JORNADA10

O MAPA

Para estes mapas horários, a resposta é dada da seguinte forma: o vencedor ou campeão é representado pelo primeiro planeta a fazer conjunçãoao Meio-do-Céu ou a perfazer aspeto (ângulo) com o regente da Casa 10 (significador do sucesso).

Aqui, o troféu é representado por Saturno, regente de Capricórnio na Casa 10, e colocado a 25º50′ de Escorpião (a completar o 26º grau). O vencedor é representado pelo Sol, que está a 25º15′ de Escorpião (o 25º grau completado e no início do 26º grau) e a aplicar-se a um conjunção com Saturno. Nenhum outro astro chega antes ao Meio-do-Céu ou aspeta Saturno.

 WebCampeonato2015final

 Mapa Astrológico calculado para dia, momento e local da pergunta

17 Nov. 2014 às 16h45, Lisboa (Casas Placidus)

Coloca-se então a questão: qual dos vários candidatos ao título é representado pelo Sol? Vejamos, primeiro, por exclusão de partes que equipas são associadas aos outros planetas.

O Sporting será certamente representado por Marte em Capricórnio, na Casa 9, pelas seguintes razões: está Exaltado e perto do Meio-do-Céu, representando um forte candidato; é o regente da Casa 7, que representa o clube de preferência do entrevistado (que é do Sporting), como foi declarado na entrevista; está no grau 17 (mais precisamente nos 16 graus e 42 minutos, portanto, tendo completado mais de metade do 17º grau) que corresponde aos 17 pontos que a equipa tinha no momento da pergunta, em 30 possíveis; está numa zona Sul do Mapa (Casa 9) e num signo do Sul (Capricórnio-Terra) estando por isso mais associado a uma equipa do sul, do que do norte.

O FC Porto será representado por Júpiter em Leão na Casa 5, pelos seguintes factos: é um grande candidato porque é um planeta grande e superior, num signo da sua Triplicidade; está numa zona Norte (e ligeiramente Oeste) do mapa tendo, por isso, que estar associado a um clube do Norte; está localizado no 22º grau (mais precisamente 21 graus e 54 minutos que correspondem a 22 graus perfeitos), que corresponde aos 22 pontos exatos desta equipa no momento da pergunta.

A atribuição das equipas aos restantes planetas (à excepção do astro campeão – o Sol) é relativamente desnecessária, uma vez que só excepcionalmente se constituem como candidatos efetivos ao título. Porém, por razões de coerência tentemos identificá-las:

Vitória de Guimarães: provavelmente associado à Lua, porque também mais a Norte que as outras equipas (Casa 6) e porque está no grau 28/29 – muitos pontos – ficou provisoriamente na liderança após a 10ª jornada; e porque a Lua passou 2/3 graus de um título (há 2 épocas ganhou o seu primeiro título: a Taça de Portugal), ou por outras palavras, separando-se a 2/3 graus de um sextil com Saturno (e, portanto, também a 2/3 graus da liderança);

Sporting de Braga: provavelmente Mercúrio porque em posição angular, mas mais a Norte do que a média (Descendente) e como no grau 14 estará mais próximo dos 18 pontos desta equipa;

Belenenses: fará sentido que corresponde a Vénus, no grau 1, a que pode corresponder um título de campeão já obtido, e uma equipa mais a sul do que norte, mas nos lugares cimeiros e a 5 pontos da liderança (20 pontos), porque Vénus está a praticamente 5 graus de Saturno.

As restantes equipas são dificilmente identificáveis e, na verdade, são outsiders na luta tradicional pelo título. Contudo, eis algumas hipóteses: Paços de Ferreira, representado pelo Nodo Norte (a 18/19 graus=pontos) e mais a norte; Marítimo e ou Vitória de Setúbal, planeta Plutão porque a Sul e a 12 graus/ pontos; Rio Ave, planeta Neptuno porque a 3/4 graus de distância da pontuação do Belenenses (e porque tem nome aquático); Moreirense, planeta Urano porque completo outsider e a 13 graus exatos (13 pontos), na casa 12.

liga_portugal_34695

Por conseguinte, o astro vencedor – o Sol – estará associado ao Benfica porque: é equipa mais a Sul do que Norte (meio da Casa 7 e por comparação com os outros); mais a oeste (mesma razão – Casa 7); com 25 pontos (25 graus) em 30 possíveis; é um tradicional candidato forte (o Sol – astro principal); e o campeão em título na época transitada (o Sol está associado aos Reis e a Lua aos desafiadores); e pela razão mencionada – faz conjunção a Saturno e num signo fixo, o que reforça a hipótese de o título se manter nas mesmas mãos.

O facto de termos uma Lua vazia de curso (sem formar aspetos até sair de signo) também se pode interpretar como um acontecimento sem surpresas ou grandes mudanças em relação ao passado.

Bom, mas o leitor poderá dizer “tanto trabalho para uma conclusão tão óbvia”. Sim, é um método complexo, mas recordo que: no futebol tudo é possível; o campeonato nem sequer vai a meio e esta visão pode estar errada; esta conclusão foi partilhada ainda que de forma ligeira (uma vez que é um assunto de pouca importância quando comparado com outros) numa palestra sobre o ano 2015 realizada no dia 14 de Dezembro de 2014, nas vésperas do jogo FC Porto – Benfica, para o qual a maioria dos analistas profissionais de futebol se inclinava para um bom resultado do Porto e maiores hipóteses de este se adiantar na luta pelo campeonato (algo que não aconteceu, uma vez que o Benfica venceu por 2-0).

MULTIDIMENSIONAL

Uma das características mais espectaculares da Astrologia – e da modalidade Horária em particular – é a verificação de sincronias muito perfeitas, simbólicas e multi-dimensionais no mesmo mapa.

Por exemplo, neste mapa Marte representa tanto uma equipa – o Sporting (com 17 pontos) como o entrevistado que veio falar do futuro (regente da Casa 7) e que estuda essa área (Astrologia – Casa 9) há precisamente 17 anos (17 graus).

O planeta Vénus tanto representa uma equipa (o Belenenses) como o entrevistador (Vénus rege a Casa 1) numa atitude cómica (Sagitário) e tendo ele uma profissão dupla, como jornalista e stand-up comedian (Sagitário – signo duplo).

O contexto/ cenário do programa é bem apropriado para  Saturno – astro das trevas – no signo dos mortos (Escorpião) conjunto  ao Sol e portanto – em brasas ou “combusto”: literalmente, o Inferno – nome do programa televisivo e também nome do cenário que se vive no estádio da Luz nos grandes jogos e vitórias.

infernodaluzA grande questão final que se coloca é a seguinte: será que este mapa é uma “partida” sagitariana e de um “diabinho”, no sentido em que o entrevistador poderia não ter uma intenção assim tão real de colocar a questão ou de acreditar que fosse possível uma resposta, tendo-a colocado por mero entretenimento e, assim sendo, viciando automaticamente a resposta?

Ainda que o mapa seja muito radical (ou seja, um espelho muito eficaz da situação), para a confirmação absoluta teríamos que partir para mais uma pergunta horária, diferente da anterior, que deixamos para outras oportunidades.

Lembramos que independentemente do resultado no campeonato – uma vez que o destino é negociável e pode ser alterado pelos intervenientes ativos que dele tenham consciência – é inquestionável o nível de sincronicidade deste mapa como retrato  simbólico  tanto do evento (entrevista) como da pergunta.

Esperemos que esta abordagem tenha estimulado o seu interesse por esta área e tendo uma noção diferente da aplicação da Astrologia nos mais diversos contextos.

Voltaremos com a aplicação da Astrologia Horária a outro género de questões como a procura de pessoas ou objetos desaparecidos entre outras.

Os antigos diziam “Ars longa, Vita brevis” ( a Arte é longa, a nossa vida é breve). Mas porque não dizer que a Arte é divertida e que a vida pode ser longa?

Um abraço e que ganhe o melhor!

João Medeiros

Lisboa, 30 de Dezembro de 2014

Próximos Eventos:

17 e 18 Jan. 2015:  Workshop TOP – Técnicas de Orientação Profissional

TOP_NOVO_LOGO2

27 Fev. a 1 Mar. 2015: Nível 1 – Astrologia 

FDA-LOGO

13 a 15 Mar.: Astrologia Tradicional: Eletiva, Horária e Mundana

AstrologiaTradicionalFinal

20 a 22 Mar.: Simpósio Luso-Brasileiro de Astrologia

simposio

[blog_posts count=”5″ post_category=”” title=”From the Blog” link_text=”Read More” character_count=”115″ layout=”default”

Artigos Relacionados:

3

Comentários

  1. Maria  Janeiro 9, 2015

    Adorei esta abordagem à Astrologia Horária, a minha grande paixão. Pudera eu saber interpretá-la assim…
    Fico á espera de mais interpretações desta modalidade de Astrologia. Das outras também, obviamente; mas esta, encanta-me. Apaixona-me.
    Obrigada.
    Abraço,
    Maria

    responder
    • joaomed  Janeiro 14, 2015

      Obrigado Maria, pelas palavras generosas… em breve, novos artigos. Um abraço JM

      responder
    • joaomed  Janeiro 14, 2015

      Obrigado, Maria, pelas palavras generosas… em breve, novos artigos. um abraço JM

      responder

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Gémeos/ Brisa , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Gémeos / Brisa em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens