Blog

Astrologia Horária – O Campeão de 2016

Postado por:

Na continuidade de outros artigos sobre o mesmo tema, pretendemos estudar em que medida um mapa de Astrologia Horária poderá retratar o desenrolar de uma competição desportiva, em termos do resultado final – o seu vencedor – bem como da própria evolução das equipas. Em concreto, será estudada a época de futebol 2015-2016, em Portugal.

Prim_liga

Antes de começar, porém, importa esclarecer algumas intenções:

1 – A Astrologia pressupõe a existência de pre-determinismo e de livre arbítrio, em simultâneo. Portanto, o futuro em rigor: é relativo; é negociável; e é alterável, em especial, pelos protagonistas que dele tenham consciência.  Contudo, haverá determinados contextos mais condicionados do que outros sendo, por isso, mais previsíveis.

2 – A Astrologia Horária, em especial, tem um enfoque mais preditivo. Porém, este é apenas um dos quatro ramos da Astrologia. Aquele no qual temos mais experiência não é este, mas a Astrologia Natal, que tem um objetivo terapeutico/ transformativo e, por essa razão, não é focado na previsão mas na psicologia do ser humano.

3 – O objetivo principal deste exercício não é o de fazer um prognóstico mas o de testar este ramo da disciplina, aprender com os resultados e com os erros, e incentivar o estudo. Achamos que é uma forma muito divertida de aprender.

4 – Em concreto, este tipo de metodologia horária com o formato da pergunta em aberto (“Quem será o campeão?” em contraste com “A minha equipa será campeã?”) é considerado pelo especialista John Frawley como o formato mais difícil de ser analisado e mais propenso a erros, por ser difícil avaliar que equipa está associada a qual planeta.

5 – No entanto, como demonstrámos em artigos anteriores, é possível chegar a um diagnóstico acertado (ver exemplo – o Campeão 2015 – que foi divulgado 6 meses antes do fim do campeonato). Desta vez, procuramos testar até que ponto podemos ir mais longe com um só mapa horário, em termos da evolução das pontuações, para além do campeão.

6 – A ideia principal que resulta desta análise foi divulgada nos dias 12 e 17 de Dezembro de 2015, respetivamente numa palestra ao vivo e num webinário sobre o ano 2016.

Recordamos quais os campeões nos últimos 20 anos:

Tabela_campeoes

 E qual a pontuação das equipas à 10ª jornada, na altura da pergunta:

pontuacao-camp2016

A pergunta foi colocado pelo astrólogo no dia 19 de Novembro de 2015, às 12h03, em Lisboa – quando estavam decorridas 10 jornadas, correspondendo a 30 pontos: “Quem será o Campeão 2016?”

Eis o mapa horário com a questão:

Campeoao2016

Este mapa apresenta desde logo uma recomendação para o cuidado que é preciso ter na sua análise: o Ascendente está no primeiro grau de um Signo. Segundo os antigos astrólogos, esta seria uma “consideração antes de julgamento” suficiente para o descartar para análise (por ser cedo demais para avaliar a situação ou porque, se o astrólogo se enganou na hora por breves minutos, o Ascendente seria outro, bem como o respectivo diagnóstico).

Ficamos com o aviso dos tradicionais em consideração, mas constatamos também que para a situação em concreto, este Ascendente é adequado simbolicamente: está conjunto à estrela Altair, da Águia (a 1 grau de Aquário). Como um dos candidatos é simbolizado pela Águia (Benfica) e o seu rival pelo Leão (Sporting), o signo no Descendente, então, este mapa parece analisável porque retrata a questão.

aquila_14876_lg

aguia-leao

Segundo Frawley (como vimos em inúmeros casos) o vencedor é, então, representado pelo primeiro planeta a aspetar o regente da Casa 10 (vitória/ troféu / trono) ou a fazer conjunção com o Meio-do-Céu.

Vejamos, então, quais poderão ser os significadores:

Marte é o representante do objetivo final – a vitória no campeonato porque: é o regente da Casa 10 que abre em Escorpião; está no grau 4 que corresponde aos 4 meses desde o início da temporada futebolística a meio de Julho de 2016; está no seu detrimento (signo inverso), o que retrata a pouca dignidade que ocorreu com a novela da troca (inversão) dos treinadores no início de época; por “acaso”, Marte é também o natural regente das competições/ guerras, estando na Casa 8 o que sugere um campeonato muito disputado.

Júpiter poderá ser o representante do Sporting de Braga porque: é um grande planeta mas em exílio, portanto, pequeno embora grande; está no signo da Virgem (sendo a Virgem Maria um dos símbolos deste clube e desta cidade); no grau 20 (com 20 pontos em 30); e mais a norte.

150px-Sporting_Clube_Braga

Vénus poderá ser o representante do FC Porto porque: está em Balança e, portanto, domiciliado (forte) sendo o único nessa condição; é o clube que ganhou mais títulos nos últimos anos; também está mais a norte que os restantes que estão perto do MC (ponto Sul); está num signo de Ar e de Vénus, mais conotado com o azul (enquanto Marte é vermelho); está no grau 12 (entrou no seu domicílio há 12 graus) o que sugere uma grande força há 12 anos atrás (época 2003/2004 – a época áurea com José Mourinho)

JMourinho-Porto

Restam os restantes astros, cuja atribuição é mais falível. O Sol é, normalmente, o representante do campeão em título. Porém, neste caso, temos uma nuance importante. O campeão atual é o Benfica mas o treinador campeão é Jorge Jesus que lidera o Sporting. Por conseguinte, temos argumentos para o Sol poder ser qualquer um dos dois. Penso que a atribuição mais correta será a seguinte:

– o Sol será, em princípio, o significador do Sporting porque: está no topo do mapa e da classificação, no grau 26/27 (equivalente aos respetivos 26 pontos); esteve num ponto muito alto há 4 pontos atrás (no Meio-do-Céu a 22) quando derrotou o rival no seu estádio; o Sol é o regente do Descendente – Leão que em termos arquetípicos significa o inimigo principal do número 1 (Aquário-Altair-Águia-Benfica, no Ascendente); é comandado pelo treinador campeão (com grande juba) e que tem gerado muita controvérsia com os seus comentários mais agressivos (Escorpião); com grande determinação em ser campeão (signo Fixo).

JJesus-Sporting

 – Saturno será, por exclusão de partes, o representante do Benfica e pelas seguintes razões: está num signo duplo  – Sagitário (Bicampeão); começou mal a época, com a perda da supertaça e atrasado (Saturno); está num signo de Fogo (Vermelho); está no grau 6 o que pode significar ter saído do território da vitória (Escorpião na Casa 10) cerca de 6 meses antes (ou seja, fim de Maio de 2015, quando conquistou os títulos); é o regente da Casa 1, em Aquário, associado ao favorito, à partida (normalmente, o último vencedor) ou aquele que é desafiado.

benfica-bicampeao

 Quanto aos restantes astros, a atribuição é muito mais difícil. Porém, tendo que fazer escolhas podemos considerar:

– a Lua como o desenrolar geral da situação ou uma equipa do norte com excelente pontuação, como o Rio Ave;

Mercúrio como o representante do conjunto dos clubes menores ou como um clube do Sul com excelente classificação, como o Vitória de Setúbal.

Quanto aos planetas transpessoais, não são normalmente usados em Astrologia Horária. Porém, caso sejam significadores eis uma atribuição possível:

Plutão, como uma equipa com 14 pontos mas mais a norte que sul (por exemplo, Paços de Ferreira), porque a 14 graus ou com 14 golos marcados (como o Marítimo);

Neptuno, como uma equipa das ilhas (União da Madeira) ou com 7 pontos, porque a 7 graus ou com 7 golos marcados (Nacional);

Urano, como uma equipa surpresa mas de difícil identificação, provavelmente, o Tondela por ser o astro mais em baixo (o lanterna vermelha, último da classificação).

 Mas então, quais os vencedores?

O primeiro planeta que Marte aspeta  é Saturno por sextil no grau 6º47′. Para além de ser o primeiro aspeto aplicativo, este sextil ainda é mais relevante porque Marte está na exaltação de Saturno, Balança. Marte tem que andar cerca de 2º50′ para formar o aspeto.

Este aspeto sugere que o Benfica (Saturno) será o mais provável campeão, caso: (1) tiver sido bem feita a atribuição planeta-clube ; e (2) caso sigamos uma metodologia horária estritamente tradicional (à moda de John Frawley), que coloca o primeiro aspeto aplicativo como o mais determinante.

A Lua vazia de curso também aponta para não haver mudanças em relação ao vencedor da época anterior (embora também possamos considerar Jorge Jesus, neste caso, porque ganhou na época passada).

Como foi indicada uma calibragem de 1 grau= 1 mês no caso de Marte, seria legítimo considerar que o Benfica teria uma grande ascendência em 2 meses e 3 semanas a partir da data pergunta – portanto, de 19 Novembro de 2015  até cerca de 12-14 de Fevereiro de 2016 – podendo atingir a liderança durante esse período e aí permanecer até ao fim da época.

Contudo, se seguirmos uma metodologia mais flexível, também seria legítimo considerar o Sporting como provável vencedor porque o Sol está vazio de curso e num signo fixo na Casa 10.

Na verdade, se a analogia da pontuação estiver correta (graus = pontos) seria adequado considerar o percurso do Sol até  um novo ângulo como o fim da época – a chegada a Aquário, exílio do Sol, no Ascendente – cerca de 64 graus/ pontos depois. Isto corresponde aproximadamente 90 pontos, no final da época – o que seria uma excelente pontuação (superior à do campeão da época anterior).

Nessa mesma lógica, a evolução dos pontos mais favoráveis para o Sporting (correspondentes a jornadas mais favoráveis) seria 42/44 (trígono a Marte), 50/52 (quadratura a Júpiter – possível goleada), 80/82 (trígono a Júpiter). Os pontos mais desfavoráveis (jornadas com perdas de pontos), corresponderiam a 35/37 (conjunção a Saturno- derrota com o União da Madeira) e conjunção a Plutão , a 72/74 pontos.

Quanto às restantes equipas, a análise não é clara para a evolução do Porto. Relativamente ao Sporting de Braga, caso se verifique a analogia da pontuação, não seria errado considerar que ainda poderia evoluir até aos 70 pontos (que corresponderia à distância ao Descendente). Porém, esta seria já uma avaliação demasiado exigente em termos de precisão, considerando apenas um mapa horário.

Resumindo: seguindo o método tradicional mais aceite, caso a atribuição de planetas esteja correta, o diagnóstico é de um Benfica campeão, com uma excelente recuperação do fim de Novembro de 2015 a meio de Fevereiro de 2016 (esta foi a ideia que partilhámos em Dezembro, quando o Benfica estava ainda a 7 pontos do líder – ver webinário, no minuto 1h01m58s). Seguindo uma abordagem menos tradicional mas também possível, o Sporting poderá ser o campeão e/ou atingir uma excelente pontuação com cerca de 89 a 91 pontos.

Contudo, admitimos que esta visão pode estar ainda incompleta por não ser tão claro o papel do FC Porto. A escolha dos significadores Saturno-Benfica e Sol-Sporting também é traiçoeira podendo ser contestada. Por isso, seria interessante fazer nova pergunta horária focada num desempenho de um clube em específico, como diz Frawley. Estamos abertos a comentários e opiniões sobre este mapa horário no grupo de facebook.

Esperamos que tenha gostado e aprendido um pouco mais de Astrologia Horária. Para nós , é sempre um desafio divertido testar estes métodos e evoluir na aprendizagem, de forma tão lúdica. Veremos como corre o campeonato e o que nos poderá ensinar mais sobre esta arte.

Obrigado

João Medeiros

Évora, 30 de Janeiro de 2016

—-

Bibliografia Principal

As Considerações de Bonatus – Guido Bonatus – séc. XIII (ed. Biblioteca Sadalsuud)

Brady’s Book of Fixed Stars – Bernadette Brady – séc. XXI (2011)

Carmen Astrologicum – Dorotheus de Sidon – séc. II (ed. Biblioteca Sadalsuud)

Christian Astrology – William Lilly  – séc. XVII (ed. Biblioteca Sadalsuud)

Horary Astrology Reexamined – Barbara Dunn – séc. XXI (2009)

Horary Astrology: Plain and Simple- Anthony Louis –  séc. XXI (2002)

Horary Astrology – The Art of Astrological Divination – Derek Appleby séc. XXI (2005)

Sports Astrology – John Frawley – séc. XXI (2007)

The Horary Textbook: Revised Edition – John Frawley – séc. XXI (2014)

The Moment of Astrology – Geoffrey Cornelius – séc. XXI (2004)

The Fixed Stars and Constellations – Vivian Robson – séc. XX (1923)


 

Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Carneiro / Áries , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Carneiro / Áries em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens