Blog

Graus 11 a 20 de Jardim – ou Touro

Postado por:

Neste artigo, explicamos a simbologia dos Graus 11 a 20 do Signo de Touro/ Jardim, ou seja, do 2º Decanato deste signo.

Todos os graus têm uma lição a assimilar e um propósito de consciência implícito e, logo, são positivos. Genericamente, podemos dizer que os temas destes graus são:

Grau 11(de 10º00′ a 10º59′) – “AMBIÇÃO EGOÍSTA” [29/30 Abril a 1/2 Maio(*)]

Grau 12 (de 11º00′ a 11º59′)- ”SENTIMENTOS RECÍPROCOS” [30 Abril e 1/2/3 Maio(*)]

Grau 13 (de 12º00′ a 12º59′)- “POSSE EGOÍSTA” [1/2/3/4 Maio(*)]

Grau 14 (de 13º00′ a 13º59′)- “CONCILIAÇÃO” [2/3/4/5 Maio(*)]

Grau 15 (de 14º00′ a 14º59′)- ”MISTÉRIOS DO CARÁTER E DO DESTINO” [3/4/5/6 Maio(*)]

Grau 16 (de 15º00′ a 15º59′)- “FELICIDADE AMEAÇADA” [4/5/6/7 Maio(*)]

Grau 17 (de 16º00′ a 16º59′)- “ESFORÇOS ESTÉREIS” [5/6/7/8 Maio(*)]

Grau 18 (de 17º00′ a 17º59′)- “DISPUTAS” [6/7/8/9 Maio(*)]

Grau 19 (de 18º00′ a 18º59′) – “INUTILIDADE AMÁVEL” [7/8/9/10 Maio(*)]

Grau 20 (de 19º00′ a 19º59′)- “ASTÚCIA E INVEJA” [8/9/10/11 Maio(*)]

Estes graus devem ser interpretados, em particular, para o grau do Signo Ascendente, resumindo assim o propósito de vida individual e os traços fundamentais do carácter. Pode ser também aplicado para o grau do Sol, da Lua e de outros planetas.

Vejamos, então, em mais detalhe a simbologia de cada um, combinado as fontes Janduz (astróloga francesa) e Rudhyar (astrólogo norte-americano de origem francesa).

 
Grau 11(de 10º00′ a 10º59′) – “AMBIÇÃO EGOÍSTA” [29/30 Abril a 1/2 Maio(*)]

11º AMBIÇÃO EGOÍSTA

SÍNTESE: Domina pelas suas capacidades comerciais, de caráter financeiro; pode mesmo ser uma espécie de proprietário de minas de ouro ou de um negócio muito rentável; não estranha quaisquer métodos desde que lhe permitam ganhar dinheiro; dedica-se a tudo o que faz, mesmo que já tenha o caminho facilitado, usando o seu sentido prático e as suas qualidades de acumulação; ganhará prestígio e riqueza com facilidade, mesmo que em negócios um pouco sujos ou devido às suas qualidades de agiota ou usurário; o normal é que a desonestidade surja na sua vida, nem que seja uma vez.

DESCRIÇÃO: “…Um homem coroado sentado num trono, numa sala onde estão acumulados sinais de uma grande riqueza; num candelabro encontra-se um corvo que olha cheio de inveja o homem coroado.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: Desenvolvimento dos poderes da mente, nos quais se baseia a consciência do ego.
DESCRIÇÃO: Uma mulher regando flores em seu jardim.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): Saber viver em simplicidade, por maior que seja a ambição material e sentido prático para gerar dinheiro.

 
Grau 12 (de 11º00′ a 11º59′)- ”SENTIMENTOS RECÍPROCOS” [30 Abril e 1/2/3 Maio(*)]

12º SENTIMENTOS RECÍPROCOS

SÍNTESE: Grau de amizade, mais do que de amor, como se a amizade evitasse os desgostos de amor e os ciúmes; personalidade benevolente, amante da paz e da concórdia; natureza simpática, amável, procurando dar prazer e devoção, sempre procurando caráteres semelhantes ao seu; será um destino feliz, sem complicações, cuja única tristeza será por não encontrar a “alma gémea”.

DESCRIÇÃO: “…Uma planta com uma bela flor de cor laranja, sobre a qual estão pousadas duas borboletas e, perto dela, duas mulheres de mãos entrelaçadas.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: O fascínio do ego jovem com os produtos de sua cultura.
DESCRIÇÃO: Um casal olhando vitrinas.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): A paciência para esperar pelo Amor cúmplice, vivendo em leal e eterna amizade.

 
Grau 13 (de 12º00′ a 12º59′)- “POSSE EGOÍSTA” [1/2/3/4 Maio(*)]

13º POSSE EGOÍSTA

SÍNTESE: Agressivo, cioso do que é seu mas tendendo a desejar aquilo que os outros possuem; foco no exterior, culpando os outros dos seus insucessos e negligenciando os seus assuntos enquanto se perde em coisas pequenas e mesquinhas; natureza subserviente e passiva, que atrai injúrias e rixas violentas.

DESCRIÇÃO: “…Um cão com um osso corre a toda a velocidade para escapar a um outro cão que o persegue para lhe tirar o seu osso, enquanto duas comadres se insultam, prestes a se agredirem.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: Auto-mobilização na busca de vantagens sociais.
DESCRIÇÃO: Um carregador leva pesadas malas.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): Sublimar a raiva e a inveja, pelo esforço do trabalho.

 
Grau 14 (de 13º00′ a 13º59′)- “CONCILIAÇÃO” [2/3/4/5 Maio(*)]

14º CONCILIAÇÃO

SÍNTESE: É um grau que pode estar associado a um tipo de trabalho que vai para além daquilo que se consegue ver, como se alguém estivesse sempre atrás da cena a evitar todo o tipo de desordens e ódios, trabalhando para esse ambiente de concórdia sem que os outros se apercebam; autoridade moral independentemente da sua condição social ser mais ou menos elevada; igualdade de julgamento, ligado a boas causas; pessoa de bem.

DESCRIÇÃO: “…Uma carpintaria modesta tem a sua porta aberta de par em par, mas o patrão barra a entrada com um bastão em posição atravessada.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: Retorno às alegrias simples para fins de revitalização.
DESCRIÇÃO: Na praia, crianças brincam, enquanto mariscos flutuam na beira da água.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): Ter uma atitude poderosa, conciliadora e alegre na vida

 
Grau 15 (de 14º00′ a 14º59′)- ”MISTÉRIOS DO CARÁTER E DO DESTINO” [3/4/5/6 Maio(*)]

15º MISTÉRIOS do CARÁTER

SÍNTESE: Sujeito bastante sábio, estudioso, especializado em ciências ocultas ou antigas e religiões; o assunto dos seus estudos na verdade é ultrapassado pela importância do espírito aberto e acessível de quem os estuda; procura o isolamento para melhor entender e assimilar o conhecimento; pessoa procurada pela sua sabedoria, a quem se pede conselhos e a quem se admira e respeita; pode ter tendência a viver no estrangeiro e ter um caráter aventureiro, desejando conhecer realidades diferentes da sua; pode por outro lado ser um exilado ou um expatriado; personalidade no geral bastante séria; profissões ligadas à terra e à sua exploração são também típicas deste grau.

DESCRIÇÃO: “…Um homem de idade madura, pensativo, sentado numa mesa sobre a qual está pousado um espesso livro e instrumentos científicos, observa um voo de íbis que passam à sua janela, fugindo à velocidade de uma flecha.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: A coragem necessária para enfrentar as crises precipitadas pela ambição social.
DESCRIÇÃO: Cabeça coberta por um elegante chapéu de seda, protegendo-se do frio, um homem enfrenta a tempestade.

LIÇÃO (pela integração das duas séries): Saber usar a sofisticação mental e científica para atravessar adversidades.

 
Grau 16 (de 15º00′ a 15º59′)- “FELICIDADE AMEAÇADA” [4/5/6/7 Maio(*)]

16º FELICIDADE AMEAÇADA

SÍNTESE: Vida vivida numa falsa segurança, dentro de uma zona de conforto, seja ela qual for; espírito refinado e penetrante, refletido, plácido e amável; inteligência aberta; na primeira metade da sua vida está perfeitamente apto para realizar os seus sonhos pessoais e profissionais; contudo, a prudência deve estar presente, para que se evitem traições graves de amigos ou íntimos ou um casamento rico mas infeliz.

DESCRIÇÃO: “…Uma selva, em cujo limite se aventuram duas vacas brancas, sem suspeitarem que um tigre está prestes a saltar sobre elas; e atrás de um arbusto florido, uma mulher inclina duas rosas, uma clara e outra escura, uma em frente da outra, ambas acabadas de colher.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: A inadequação do conhecimento passado em tempo de crise.
DESCRIÇÃO: Um velho professor não consegue despertar nos alunos o interesse pelo conhecimento tradicional.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): Perceber que o passado e a tradição não são garantias de segurança futura ou felicidade.

 
Grau 17 (de 16º00′ a 16º59′)- “ESFORÇOS ESTÉREIS” [5/6/7/8 Maio(*)]

17º ESFORÇOS ESTÉREIS

SÍNTESE: Uma vez que tem uma enorme tendência a dedicar-se a causas estéreis, deve desenvolver uma visão mais clara e acertada do mundo, para evitar passar a vida fechado sobre si mesmo e sobre a sua teimosia, o seu sarcasmo e sobre a sua falta de resultados úteis; com posições planetárias favoráveis pode tornar-se um ser de exceção, que luta pelos seus ideais e contra as rotinas e a maquinalidade do mundo; nas suas lutas acabará sempre então por ser reconhecido por alguns que se identificarão com ele, e que talvez mais tarde se tornarão seus discípulos.

DESCRIÇÃO: “…Numa paisagem hostil flui um rio no qual um homem teima em nadar contra a corrente, enquanto que na margem um touro amarrado a uma árvore se esforça desesperadamente por recuperar a sua liberdade.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: Recusando-se a depender do passado, aquele que busca transforma-se em guerreiro, lutando outra vez a eterna “Grande Luta”.
DESCRIÇÃO: Uma batalha simbólica entre “Espadas” e “Tochas”.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): Ultrapassar o sarcasmo e teimosia, lutando pelas causas sociais certas.

 
Grau 18 (de 17º00′ a 17º59′)- “DISPUTAS” [6/7/8/9 Maio(*)]

18º DISPUTAS

SÍNTESE: Caráter irascível e susceptível; batalhador, combativo e petulante; investe tanta energia em coisas importantes como em coisas inúteis; a ideia é a de alguém que precisa aprender a não exagerar nas reacções e perceber a máxima “quem com ferros mata, com ferros morre”; verdadeira bravura que deve ser refreada em certos momentos de exagero.

DESCRIÇÃO: “…Dois touros que se precipitam de cabeça baixa um contra o outro, enquanto ao fundo da quinta, duas cabras se corneiam.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: A limpeza da consciência do ego.
DESCRIÇÃO: Uma mulher arejando uma velha bolsa através da janela aberta do seu quarto.

LIÇÃO (pela integração das duas séries): Saber refrescar e modernizar a mentalidade susceptível, conflituosa ou exagerada.

 
Grau 19 (de 18º00′ a 18º59′) – “INUTILIDADE AMÁVEL” [7/8/9/10 Maio(*)]

19º INUTILIDADE AMÁVEL

SÍNTESE: A vivência deste grau está mais facilitada para as mulheres; personalidade sonhadora, fraca, inofensiva, sem determinação, vivendo sem capacidade para se superar, acabando numa condição inferior à que deveria ser a sua, sem aproveitar a abundância e a fertilidade que a rodeiam; bondade e caridade, vontade de fazer algo mas pouca capacidade de iniciativa, acabando por ocupar-se com coisas inúteis e infantis; sendo um homem acaba por ser diferente, com um espírito contemplativo e sonhador mas nada preguiçoso; idealiza uma vida no campo, ligada à agricultura; protetor com os seus, mas no geral pacífico e bom, cheio de vontade de trabalhar, dia após dia.

DESCRIÇÃO: “…Uma mulher com vestes leves está deitada num prado florido, enquanto que na margem de um córrego uma das suas companheiras passa água de uma vasilha para a outra.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: O surgimento de uma nova potencialidade depois da crise.
DESCRIÇÃO: Um novo continente surge do oceano.

LIÇÃO (pela combinação entre as duas séries): Transformar o sonho em realidade, abraçando novos horizontes, acreditando e construindo.

 
Grau 20 (de 19º00′ a 19º59′)- “ASTÚCIA E INVEJA” [8/9/10/11 Maio(*)]

20º ASTÚCIA e INVEJA

SÍNTESE: Agressividade, inveja, ciúme e cólera; é um grau de calúnias, de premeditação e destruição do caráter de terceiros que acaba por se voltar contra quem as perpetra, por ser no fundo vaidoso e ingénuo; será castigado pelas pessoas mais chegadas que se fartarão das suas façanhas perversas.

DESCRIÇÃO: “…Numa cozinha campestre: um corvo empoleira-se num pote de água, olhando dois cães que se mordem.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: A consciência das forças espirituais em atividade.
DESCRIÇÃO: Grupos de nuvens em forma de asas fluem céu afora.

LIÇÃO (pela combinação entre as duas séries): Transformar sentimentos de inveja e ciúme em bondade, inteligência e espiritualidade.

(*) A leitura em relação ao dia de aniversário está dependente do ano (se bissexto ou não, etc) e pode ser confirmada pelo cálculo gratuito no site www.astro.com

Fonte bibliográfica principal:
JANDUZ; LHUER, Claude, “Les 360 Degrés du Zodiaque – Symbolisés par l’Image e par la Cabbale”, Bussière, Paris, 1986.
Fontes bibliográficas auxiliares:
KOPPEJAN, Helene, Willem, “The Cardinal Signs”, Element, Reino Unido, 1990.
RUDHYAR, Dane, “Uma Mandala Astrológica”, Pensamento, São Paulo, 1973.

Por João Medeiros

Mais informações sobre o Signo do Jardim (Touro): Aqui!


Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Carneiro / Áries , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Carneiro / Áries em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens