Blog

Graus 6 a 10 de Vulcão – ou Carneiro/ Áries

Postado por:

Neste artigo, explicamos a simbologia dos Graus 6 a 10 do Signo do Vulcão (Carneiro /Áries).

Genericamente, podemos dizer que os temas destes graus são:

Grau 6 (5º00′ a 5º59′) – “SUPERIORIDADE INATA” [25/26/27 Março(*)]

Grau 7 (6º00′ a 6º59′) – “FALSIDADE CIRCUNSPECTA” [26/27/28 Março(*)]

Grau 8 (7º00′ a 7º59′) – “VIOLÊNCIAS PERIGOSAS” [27/28/29 Março(*)]

Grau 9 (8º00′ a 8º59′) – “PAIXÃO OU ORGULHO” [28/29/30 Março(*)]

Grau 10 (9º00′ a 9º59′)– “TRIUNFO” [29/30/31 Março(*)]

Estes graus devem ser interpretados, em particular, para o grau do Signo Ascendente, resumindo assim o propósito de vida individual e os traços fundamentais do carácter. Pode ser também aplicado para o grau do Sol, da Lua e de outros planetas.

Vejamos, então, em mais detalhe a simbologia de cada um, combinado as fontes Janduz (astróloga francesa) e Rudhyar (astrólogo norte-americano de origem francesa).

 

Grau 6 (5º00′ a 5º59′) – “SUPERIORIDADE INATA” [25/26/27 Março(*)]6º de Vulcão - Superioridade Inata

SÍNTESE: Origens ilustres e possibilidades de poder; líder por natureza, destinado a reinar; protegido por outros líderes; seja na política, nas artes, nas letras, no desporto ou nos negócios, dominará sempre e em todo o lado, pelo seu real valor.

DESCRIÇÃO: “…na montanha, tendo subido uma estrada abrupta e em ziguezague, um homem a cavalo, à beira de uma ravina, olha orgulhosamente ao seu redor; aos seus pés, ao fundo do vale, os trabalhadores estão ocupados.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: o desejo emocional de uma existência concreta e estabilizada como pessoa.
DESCRIÇÃO: Um quadrado, com um dos lados profusamente iluminado.

LIÇÃO (com a combinação das duas séries): O sentido de liderança e poder pessoal que se traduz em concretizações iluminadas, seja a nível material, profissional ou pessoal.

EXEMPLO: Cristiano Ronaldo – nasceu com este grau de Carneiro/ Vulcão no seu Ascendente.

 

Grau 7 (6º00′ a 6º59′) – “FALSIDADE CIRCUNSPECTA” [26/27/28 Março(*)]

7º de Vulcão - Falsidade Circunspecta

Síntese: Grau bélico de pura natureza de Marte, permanentemente alerta contra os perigos naturais e humanos, de alguma hipocrisia e pouca frontalidade. Cobarde e fraudulento, consegue manipular e reunir as circunstâncias mais favoráveis à protecção da sua própria pessoa e fortuna, destruindo as provas dos seus atos pouco dignos. Reflexos rápidos e presença de espírito, agilmente consegue sair de situações complicadas, equilibrando-se entre a queda e o sucesso, principalmente se possui um Mercúrio poderoso.

Descrição: “…Um caminho solitário no campo, conduzindo a um pequeno bosque; o caminho é ladeado por um muro que projecta uma linha de sombra na qual corre uma pequena raposa na direcção do pequeno bosque.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
Síntese: A primeira compreensão da natureza dual do homem e das possibilidades que implica.
Descrição: Um homem logra expressar-se simultaneamente em dois reinos.

Lição (pela integração entre as duas séries): A coragem e inteligência para sair da sombra/ medo e assumir ambos os lados da personalidade (introvertido e extrovertido ou feminino e masculino).

 

Grau 8 (7º00′ a 7º59′) – “VIOLÊNCIAS PERIGOSAS” [27/28/29 Março(*)]

8º violências perigosas

Síntese: Descontrolado, combativo, agressivo, temerário; ao seu redor as pessoas olham-no como a um louco, sem que as suas intenções sejam compreendidas. Destruidor da paz, sem olhar às consequências dos seus atos e atitudes; Discussões permanentes, ameaças e brutalidade, principalmente se Marte e Mercúrio estão tensos em relação ao ascendente; Atividades enérgicas e aventureiras ajudarão a canalizar de forma mais positiva toda esta combatividade. Saturno conjunto a este grau produz mendigos profissionais ou pobres voluntariamente.

Descrição: “…Um homem em cólera provoca outros que jogam pacificamente à malha numa praça pública. Com um punhal na mão, tendo rasgado um cartaz, ele espuma de raiva quando constata o pouco efeito que produz.”

Versão dos Símbolos Sabianos:
Síntese: protecção e orientação espiritual no desenvolvimento da consciência.
Descrição: Um grande chapéu feminino com fitas sopradas pelo vento leste.

LIÇÃO (pela integração entre as duas séries): saber ser socialmente mais refinado e ter classe no trato canalizando a energia física, por exemplo, para o desporto.

 

Grau 9 (8º00′ a 8º59′) – “PAIXÃO OU ORGULHO” [28/29/30 Março(*)]

9º PAIXÃO

Síntese: Desejo de ser ser admirado pelo mundo, um desejo que pode ser merecido, desde que mantenha alguma humildade; Recusa ajuda e rejeita ser liderado, porque nasce para ser líder espiritual, com uma enorme auto-consciência e capacidade de influenciar todos os que o rodeiam; Deve dominar a favor de causas nobres o orgulho excessivo, a auto-imagem exacerbada, o oportunismo, auto-confiança, independência.

Descrição: “…Um homem em pé num terraço alto, de braços cruzados sobre o peito, numa pose altiva, observa com olhar conquistador o panorama de uma cidade aos seus pés.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
Ideia básica: o desenvolvimento de uma compreensão interna da totalidade orgânica.
Descrição: Um visor de cristal.

Lição (pela combinação entre as duas séries): Desenvolver uma visão estratégica, clara e iluminada.

 

Grau 10 (9º00′ a 9º59′)– “TRIUNFO” [29/30/31 Março(*)]

10º TRIUNFO

SÍNTESE: Calmo e fleumático; Podemos estar perante um grande guerreiro que a qualquer momento vira as costas à batalha e se dedica a projetos puramente aventureiros; Tem a energia de um domador, de um caçador de animais selvagens, triunfante; Mas os seus triunfos podem ser ensombrados pelas ideias de sangue que pairam sobre ele; A constelação Forneau pode dar-lhe um caráter prático e persuasivo, capaz de pegar nas matérias-primas e delas criar objetos como armas, sem que chegue a servir-se delas; Responsabilidade guerreira e política de grande singularidade.

DESCRIÇÃO: “…à esquerda: um campo de batalha, mortos e feridos. À direita: uma mesa de caça, faisões, perdizes, coelhos; no meio, um homem armado.”

Versão dos Símbolos Sabianos de Rudhyar:
SÍNTESE: revisão de atitude, num início de novo ciclo de experiência.
DESCRIÇÃO: Um professor dá novas formas simbólicas a imagens tradicionais.

LIÇÃO (pela combinação das duas séries): Conseguir dar a atividades tradicionais como a caça e a guerra um sentido moderno, como por exemplo, a competição desportiva, o espetáculo teatral ou o ensino.

 

(*) A leitura em relação ao dia de aniversário está dependente do ano (se bissexto ou não, etc) e pode ser confirmada pelo cálculo gratuito no site www.astro.com

Fonte bibliográfica principal:
JANDUZ; LHUER, Claude, “Les 360 Degrés du Zodiaque – Symbolisés par l’Image e par la Cabbale”, Bussière, Paris, 1986.
Fontes bibliográficas auxiliares:
KOPPEJAN, Helene, Willem, “The Cardinal Signs”, Element, Reino Unido, 1990.
RUDHYAR, Dane, “Uma Mandala Astrológica”, Pensamento, São Paulo, 1973.

Por João Medeiros

Mais informações sobre o Signo do Vulcão (Carneiro/ Áries): Aqui!


Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Carneiro / Áries , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Carneiro / Áries em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens