Blog

Júpiter e a Vocação

Postado por:

Na Astrologia, qual o significado genérico de Júpiter a nível da vocação?

Quando Júpiter está associado a áreas profissionais do horóscopo é natural que o indivíduo trabalhe em áreas teóricas, de estudo e de aconselhamento.

Júpiter é o regente tradicional do Direito, da Filosofia e da Teologia. Por isso, é o planeta da advocacia, dos políticos, dos filósofos e pensadores, actividades em que a retórica é importante.

O ensino e a formação são também áreas de Júpiter, tal como a consultoria. No fundo, todo o género de actividades profissionais em que a “opinião” seja o produto principal.

Por contraste com Saturno, um planeta pragmático e material, Júpiter representa o lado mais liberal, educativo e académico da sociedade. Representa meios mais informais e descomprometidos, ainda que com um estigma de superioridade intelectual.

Júpiter está directamente associado aos meios universitários, às relações internacionais e às viagens também.

Pessoas com um percurso de vida jupiteriana tenderão a libertar-se das instituições e de horários muito rígidos, procurando actividades que lhe dêem mais espaço e mais folga. Por essa razão, Júpiter mal integrado pode resultar em carreiras algo “nómadas” e com bastante risco envolvido.

Pessoas com Júpiter na casa 6 (a casa do trabalho) podem querer um ambiente de trabalho com muita liberdade, como se estivessem de férias.

E que funções mais concretas, dentro de cada empresa, são atribuídas a Júpiter?

No sentido mais prático, empresarial e moderno do termo (porque nem toda a gente pode viver da “teoria”) Júpiter está cada vez mais associado ao Marketing. Ou seja, representa diversas funções de contacto com o exterior no sentido de potenciar as vendas do produto.

Significa todas as funções e acções promocionais, com um espírito convicto e optimista em relação à qualidade do produto. Mesmo que essas acções sejam gratuitas para o público (como é normal nas promoções) estão imbuídas de uma lógica de investimento e de fé num retorno futuro.

Júpiter é o expoente astrológico do termo “é fácil, é barato e dá milhões !”.  Motiva o consumidor para um ganho quase irreal e desproporcional ao esforço da compra.

É importante que se diga: este planeta é o mais exagerado e batoteiro dos planetas, quando vivido no seu pior. Ele é o regente da Publicidade.

Quais os signos regidos por Júpiter?

O signo principal de Júpiter é Sagitário. Aqui, expressa a sua faceta mais extrovertida, convicta e entusiasta. É o signo político e opinioso, por excelência, e está mais associado a profissões em que há um protagonismo individual.

Outro signo regido por Júpiter é Peixes. É uma energia empática, filosófica e imaginativa, mais indirecta e subtil do que a anterior. Está mais associada a profissões do audiovisual, de sensibilidade e de comunicação aos sentimentos.

Júpiter também é um planeta com muita força em Caranguejo, a sua Exaltação. Este signo, expressa uma vertente criativa, popular e protectora de Júpiter. Está mais associado a profissões de criatividade, de apoio e de iniciativa.

Resumindo, estas são as áreas profissionais mais directamente associadas a Júpiter: Política, Direito, Filosofia, Ensino, Estudo, Investigação, Consultoria, Relações Internacionais, Marketing, Publicidade, Vendas, Audiovisual.

Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Gémeos/ Brisa , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Gémeos / Brisa em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens