Blog

O Caso Luaty Beirão

Postado por:

Neste artigo, abordamos o caso do ativista luso-angolano Luaty Beirão, à luz da Astrologia Horária. Interpretamos uma questão lançada em fórum-facebook antes do fim da sua greve de fome, analisando as probabilidades da sua morte, como consequência do seu protesto. Pretende-se, assim, discutir este caso público e também aprender mais sobre a metodologia horária, com um caso bem real.

1 – O TEMA

Em qualquer pergunta horária, é necessário conhecer bem o contexto para fazer uma interpretação. Esta premissa é ainda mais importante seguir quando se trata de um tema público e que envolve algo tão dramático como possibilidades de morte de alguém.

Luaty_greve

Na verdade, é até eticamente condenável a “previsão” da morte de alguém. Muitos astrólogos do passado foram torturados ou condenados por preverem mortes de pessoas famosas, em particular, os Papas.

No seu brilhante livro “Moment of Astrology”, Geoffrey Cornelius alerta para esta má fama da Astrologia – ilustrada pelo célebre caso da predição da morte de Pico della Mirandola – que valeu a esta arte a maldição de muitas elites intelectuais durante séculos. E com razão.

É, portanto, discutível a necessidade de interpretar a possibilidade de morte de uma personalidade pública, seja por uma genuína simpatia ou antipatia pela mesma.

Como neste caso, a pergunta foi realizada por uma simpatia verdadeira pela causa (e não por simples curiosidade) e como já se deu o desfecho da situação com um final positivo, torna-se tranquilo discutir a mesma por uma questão pedagógica e também cultural.

A pergunta foi colocada pelo astrólogo a 22 de Outubro de 2015, às 11h41, em Lisboa: “Será que Luaty Beirão vai morrer como consequência da sua greve de fome, levando-a até ao fim?“.

Na altura, não havia indícios que fosse parar a mesma, uma vez que já tinham sido feitos vários apelos e chegava à incrível barreira de 32 dias consecutivos de jejum, entrando em fase de falência de órgãos.

2 – O CONTEXTO

No dia 20 de Junho de 2015, foram presos preventivamente 15 jovens angolanos, ativistas políticos, acusados de conspiração contra o Estado angolano. Aguardavam marcação de julgamento até 20 de Setembro, como seria de esperar pela lei.

companheiros_luaty

No dia seguinte, o rapper luso-angolano Luaty Beirão inicia greve de fome como protesto pela prisão preventiva e não realização de julgamento. A 15 de Outubro é transferido para um clínica, por precaução, atendendo ao seu estado debilitado.

Durante a greve, surgem várias declarações de Luaty para o exterior, datando a divulgação mais recente de 18 Outubro (carta escrita a 14 Outubro) onde responsabiliza o presidente José Eduardo dos Santos pela sua detenção ilegal e possíveis consequências.

Luaty nasceu a 19 de Novembro de 1981, em Luanda, desconhecendo-se a sua hora de nascimento. Nasceu com vários astros em Virgem, incluindo a Lua, e com o Sol em Escorpião. Este último signo está particularmente associado à nação angolana.

3 – O MÉTODO HORÁRIO

No método horário, o mapa astrológico do momento da questão retrata, por sincronicidade, toda a dinâmica do contexto da mesma e possível desfecho. A dificuldade está na correta identificação dos significadores, os planetas, que são as variáveis da questão.

Basta que um planeta (em sete) esteja incorretamente interpretado, para que toda a análise esteja em causa.

Aqui esperaríamos para um diagnóstico de morte:que o planeta regente de Luaty (por exemplo, o regente da Casa 1 ou a Lua, co-significador geral do querente) se dirigisse por aspeto imediato (ângulo) a um planeta representante de morte (por exemplo, o regente da Casa 8 ou Saturno, que é o significador universal de morte, ou até mesmo de Marte).

Para um diagnóstico de vida, esperaríamos que esses mesmos planetas se aplicassem por ângulos harmoniosos a planetas dadores de vida ou benéficos: Júpiter, Vénus ou o Sol .

O número de graus para a formação desses aspetos apontaria para o timing final – escolha de vida (começar a comer) – ou morte.

Em casos destes, diversos autores horários como Bárbara Dunn e John Frawley atribuem a pessoa inquirida como regente da Casa 1, sendo este da preferência ou da simpatia da pessoa que coloca a pergunta.

Por exemplo, se a pergunta for “A minha equipa favorita vai ganhar? Ou o meu jogador favorito? Esta criança que desapareceu e que procuramos?” serão também regidos pela Casa 1.

Regentes das outras Casas são também de interesse, em particular, quando nós estamos incluídos na história ou quando temos uma relação de parentesco com a pessoa inquirida. Por exemplo, se Luaty fosse meu irmão, seria mais lógico colocá-lo como representando pela Casa 3. Se fosse meu filho, pela casa 5. Se fosse meu amigo, pela Casa 11. E, assim, sucessivamente.

Porém, entra aqui a adequação dos significadores naturais. Por exemplo, um polícia é regido universalmente por Marte, porque usa arma e farda. Um ativista político que apregoe a liberdade de expressão mais corretamente será regido por Júpiter, astro da liberdade e dos valores políticos.

O regente natural da Casa em questão também é relevante, como alternativa a ser o representante da pessoa inquirida. Por exemplo, seria também plausível que o representante de Luaty fosse o regente da Casa 12, por ser preso político, acamado e em jejum (atributos da Casa 12).

Luaty

É determinante, contudo, que neste contexto ele seja o iniciador da ação – o jejum. A prisão foi uma condição imposta pelo exterior, mas a greve de fome foi uma decisão pessoal, em consciência. Daí que a Casa 1 como seu significador (a iniciativa pessoal) façam sentido.

Vejamos, então, o mapa horário.

4 – O MAPA HORÁRIO

O mapa astrológico, como é normal em muitos casos horários, apresenta uma radicalidade extraordinária – ou seja – reflexo do contexto questionado. Então, vejamos.

LuatyHoraria

Luaty é representado por Júpiter como principal significador porque:

– é o regente da Casa 1, Sagitário;

– esse é um signo adequado a um ativista público, adepto da liberdade de expressão e da democracia (atributos de Sagitário);

– Júpiter está na Casa 9, do estrangeiro (Luaty está em Angola e o tema é relativo a um país estrangeiro, ainda que com ligações a Portugal) – esta casa também diz respeito a questões legais e a direitos humanos;

– tanto o signo Ascendente (Sagitário) como o signo onde está Júpiter (Virgem) são signos duplos, adequados a quem tem dupla nacionalidade;

– Júpiter está exilado (em Virgem) e intercetado na Casa 9, o que é apropriado para uma situação de prisão;

– Virgem é o signo do jejum (emagrecimento, dieta, não comer);

– Júpiter está no grau 15 (exatamente, ao minuto 15+01′) o que carimba em definitivo a radicalidade do significador: ele faz parte de um grupo de 15 ativistas (incluindo o próprio) que foram presos ao mesmo tempo, num encontro, sendo ele praticamente o porta-voz do mesmo.

Os significadores da morte são Saturno, regente universal, e a Lua, regente da Casa 8 (a Casa da Morte). Contudo, aqui a Lua exerce um papel especial pois também é co-significadora de Luaty ,pelas seguintes razões:

– a Lua atua em horária (quase) sempre como o co-significador do querente;

– neste caso, faz ainda mais sentido porque a morte está totalmente nas mãos do próprio, e não dependente de condições externas;

– o próprio nome “Luaty” tem obviamente uma associação à Lua;

– está em Aquário, um signo de protesto, de liberdade e de grupo.

Saturno está em Sagitário, na Casa 12, retratando também a situação de prisão política e de razões obscuras para a mesma.

Quanto aos restantes significadores, poderemos associar:

Marte aos guardas prisionais ou médicos (rege a 12, das clínicas);

Mercúrio, à sua companheira (regente da Casa 7) bem como a agentes públicos e meios de comunicação;

Vénus, à sua filha (regente da Casa 5) mas também à sua saúde e autoridades (governa a 6 e a 10);

– O Sol, às autoridades públicas nacionais e internacionais (rege a Casa 9)

A principal dúvida deste mapa reside na delimitação destes significadores auxiliares, que são algo ambíguos. Por exemplo, o Sol é o representante natural da comida e de tudo o que dá vida. Mas neste caso, também pode estar associado a  autoridades, por estar na Casa 10, e ser o natural representante do rei.

E então, quais os aspetos aplicativos e o diagnóstico final?

5 – O DESFECHO

O próximo aspeto de Júpiter – o primeiro regente de Luaty – é uma conjunção com Vénus, astro benéfico ainda que em signo de queda. Rege as Casas 10, 5 e 6. Vénus também está associado universalmente a comida (em particular, aos doces e bolos).

O próximo aspeto da Lua – o segundo regente de Luaty – é um trígono ao Sol, astro dador de vida (regente da 9) e governante natural de todos os tipos de comida (e, em particular, dos citrinos), segundo Frawley.

De acordo com o astrólogo horário Derek Appleby, é raro que o resultado de uma pergunta seja infeliz quando a Lua se aplica ao Sol em ângulo harmonioso e como último aspeto antes de sair de signo (como é o caso).

Portanto, o mapa horário era bem mais propício à vida do que a morte. Os aspetos são harmoniosos e a astros genericamente harmoniosos, ainda que em debilidade essencial (ambos – Sol e Vénus – em queda). O próprio regente do Ascendente é benéfico (Júpiter) e está a afastar-se de maléficos (Marte e Saturno).

Saturno, regente universal de morte, não forma aspeto maior com quase nenhum astro durante um longo período de tempo, e só depois de muitos astros mudarem de signo.

Podemos associar Vénus à importância da filha de Luaty (Vénus, rege a 5 e as meninas) na sua decisão final de terminar a greve de fome, bem como a avaliação de que seus objetivos principais (Casa 10) tinham sido atingidos.

Vénus faz translação de luz com Mercúrio (estão em recepção mútua, no mesmo grau, e em semi-sextil separativo) e, portanto, a mulher de Luaty – Mónica (Mercúrio) – atua através de Vénus.

monica_beirao

6 – O TEMPO DA DECISÃO

Para o timing final da decisão, temos que considerar o contexto.

Uma avaliação rude iria sugerir 3 a 4 unidades de tempo a partir do momento da pergunta (dia 22 ao meio-dia). Este é o número de graus que Vénus demora a chegar à conjunção com Júpiter.

Como seria algo impensável ficar 3 a 4 semanas mais sem comer, o tempo mais previsível seria 3 a 4 dias, ou seja, 25 a 26 de Outubro.

Por sua vez, a Lua demora 10 graus a chegar ao trígono ao Sol. Pela mesma ordem de ideias, 10 unidades de tempo seriam legítimas, isto é, cerca de 10 dias após a pergunta (o que apontaria para 1 Novembro).

Um misto das duas pistas sugeria, então, que Luaty escolheria a vida (comer) entre 3 a 10 unidades de tempo, ou seja, entre 25 de Outubro e 1 de Novembro, como se veio a verificar.

Caso quiséssemos ser mais rigorosos, ainda que a intenção da pergunta fosse mais o resultado do que o seu tempo, então teríamos que estudar a métrica do mapa.

E aí chegaríamos às seguintes conclusões. Na métrica de Júpiter:

– Júpiter (Luaty e companheiros) a 15 graus de Virgem que são correspondentes a 124 dias de prisão (contados a partir de 20 de Junho), isto é, cada grau equivalente a 8(.2) dias.

-Júpiter formou conjunção com Marte no grau 14º12′, ou seja, cerca 48/60=0.8 graus o que equivale a 6 a 7 dias antes do momento da questão: isto corresponde a 15-16 de Outubro, data em que Luaty sai da prisão e é internado na clínica (Marte governa médicos e também clínicas neste caso, por reger a Casa 12).

-Júpiter forma conjunção com Vénus no grau 15º39′, ou seja, 39/60=0.65 graus o que equivale a 5(.3) dias depois do momento da questão: equivalente a 27 de Outubro, dia em que foi oficialmente divulgado o fim da greve.

Na métrica da Lua (a 19 graus), a conclusão seria mais complexa mas teria que ser compatível com a de Júpiter. A Lua rege a decisão do jejum e, portanto, os seus graus ou múltiplos (considerando mudança precedente de signos, ângulos ou aspetos) teriam que corresponder aos 32 dias de jejum.

A Lua é mais rápida do que Júpiter e, portanto, as suas unidades de tempo teriam que ser bem superiores à escala deste. Assim, encontramos, por exemplo, a distância da Lua ao Ascendente (quando o Eu decide a greve) como 65 graus, compatíveis com duas vezes 32 dias (e meio). Assim, por esta métrica cada grau lunar corresponderia a 12 horas.

E, portanto, 10 graus depois (do momento da pergunta) corresponderiam a 5 dias após a pergunta, isto é, 27 de Outubro, solução compatível com a métrica de Júpiter e com toda a simbologia astrológica.

6 – CONCLUSÃO

Os jornais anunciam na manhã de 27 de Outubro que Luaty Beirão terminou a greve de fome, considerando que os seus objetivos tinham sido atingidos. No dia anterior, recebera uma carta da sua mulher apelando a que escolhesse a vida, também por amor à sua filha.

Na minha opinião, esta foi uma decisão inteligente, já que as autoridades angolanas não iriam mudar a sua postura e mais vale que seja um resistente vivo do que morto. Para além do mais, conseguiu efetivamente mobilizar a atenção internacional (e nacional) para os direitos de liberdade em Angola, após um sacrifício grande (perdeu 23 quilos).

Como português, esperava que os políticos portugueses fossem mais interventivos contra o regime de José Eduardo dos Santos. Mas admito que, por vezes, as situações são complexas e que pode ser mais eficaz uma estratégia de diplomacia educada do que de confrontação direta.

De todo o modo, obrigado, Luaty e colegas, pela luta e pelo exemplo.

luatyMarley

Este mapa horário, devido à especificidade e complexidade, só foi compreendido na íntegra, após a resolução da questão (fim da greve). Porém, por razões pedagógicas resolvemos mostrá-lo, na mesma. Se pedimos ao céu que nos dê uma pista/ resposta, seria ingrato não interpretar o tema e aprender com o mesmo.

Se quiser conhecer melhor as primeiras discussões sobre este mapa, visite o grupo no Facebook.

Para mais casos de Astrologia Horária, consulte outros artigos deste blog ou a bibliografia indicada.

Um abraço

João Medeiros

Lisboa, 29 de Outubro de 2015

 

Se tem uma questão concreta sobre a sua vida, marque uma consulta de Astrologia Horária. É feita à distância:

CONSULTA TERRA – ASTROLOGIA HORÁRIA

earth-cons4

 

Bibliografia:

As Considerações de Bonatus – Guido Bonatus – séc. XIII (ed. Biblioteca Sadalsuud)

Brady’s Book of Fixed Stars – Bernadette Brady – séc. XXI (2011)

Carmen Astrologicum – Dorotheus de Sidon – séc. II (ed. Biblioteca Sadalsuud)

Christian Astrology – William Lilly  – séc. XVII (ed. Biblioteca Sadalsuud)

Horary Astrology Reexamined – Barbara Dunn – séc. XXI (2009)

Horary Astrology: Plain and Simple- Anthony Louis –  séc. XXI (2002)

Horary Astrology – The Art of Astrological Divination – Derek Appleby séc. XXI (2005)

Sports Astrology – John Frawley – séc. XXI (2007)

The Horary Textbook: Revised Edition – John Frawley – séc. XXI (2014)

The Moment of Astrology – Geoffrey Cornelius – séc. XXI (2004)

The Fixed Stars and Constellations – Vivian Robson – séc. XX (1923)


Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Carneiro / Áries , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Carneiro / Áries em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens