Blog

O Papa Francisco I

Postado por:

Qual o sentido da escolha do novo chefe da Igreja, à luz da Astrologia? O que esperar da personalidade do Papa Francisco I? E dos desafios do seu pontificado?  Que contribuição dará ao mundo?

Neste texto, completamos o artigo “Novo Papa – Velha Igreja – Morte ou Ressurreição” em que discutimos os ciclos da Igreja, a resignação de Bento XVI e a mudança de paradigmas de governação no mundo.

Em recapitulação, podemos dizer que a Igreja Católica estará a viver o seu quarto grande ciclo de vida desde que foi reconhecida como doutrina do Império Romano, podendo estar a viver os seus últimos 70 anos como instituição oficial, com as posições morais a que nos habituámos.

Este fator aponta para que as forças conservadoras ainda tendam a dominar o Vaticano e Santa Sé nas próximas décadas, sem roturas radicais de princípios chave, como a questão do celibato, da homossexualidade, do sacerdócio feminino e do aborto.

FranciscoI-Janela

A idade avançada do novo Papa, eleito aos 76 anos, bem como a sua ortodoxia teológica contra o aborto, casamentos homossexuais e adoção de crianças por casais gay, apontam genericamente no sentido da manutenção deste conservadorismo de princípios e para uma duração média (10 anos) ou mesmo curta do seu papado.

Ainda assim, acaba por ser uma escolha muito boa do ponto de vista da renovação possível da Igreja – dentro dos limites referidos – atendendo ao simbolismo do nome Francisco e da conduta simples e humilde que o Cardeal Bergoglio sempre assumiu na sua vida.

O Triunfo Franciscano 

Este ex-arcebispo de Buenos Aires tinha por hábito andar de transportes públicos, incluindo bicicleta, viver em quartos simples e cozinhar as próprias refeições, ao estilo de um franciscano da idade moderna.

Referimos por diversas vezes que vivemos uma grande transição de Era mundial com o ingresso da grande estrela real Régulus no setor Virgem, o que indica a necessidade coletiva de um trabalho do ego, que por sua vez se manifesta em estilos de governação mais simples e menos imperiais ou monopolistas.

A resignação de Bento XVI vem no sentido desta postura de trabalho e serviço duro que todos devemos ter perante certas responsabilidades, percebendo que nenhum cargo é vitalício, e nenhum trono é eterno. Seja o trono de um chefe de estado, de um empresário de sucesso, de uma mulher “bem casada”, de um emprego estável, nada é garantido sem dedicação.

Quem deve estar no lugar certo é quem tem competência prática (Virgem) não quem tem apenas os louros do protagonismo (Leão) que ajudam a promover a idolatria externa em vez da interna e respetiva auto-responsabilização.

Nesse prisma, sem dúvida que a eleição de um nome papal em homenagem ao santo da humildade, abnegação e pobreza – atributos virginianos – é muito apropriada ao novo paradigma milenar de Régulus em Virgem, o Rei Humilde ou melhor dizendo, o Papa franciscano.

Como Cardeal, o atual Papa ficou também conhecido pela importância que deu à luta contra a pobreza, um fenómeno cada vez mais em evidência com a crise global e que promete ser um dos seus lemas de batalha.

O Mapa de Jorge Bergoglio

Não tendo ainda hora exata do seu nascimento, mediante as posição planetárias do seu dia de nascimento podemos associar o traço de preocupação com a pobreza à presença de Saturno em Peixes, que certamente terá uma influência dominante no seu mapa de vida.

MapaFranciscoI

Data de nascimento de Jorge Bergoglio (17-12-1936)

calculada para o meio-dia solar, em Bueno Aires

Este planeta representa, entre outras manifestações, a dor da compaixão, a busca religiosa e muita sensibilidade em prol de questões sociais. Aos 76  anos, o seu Saturno muda simbolicamente de território zodiacal, entrando em Sagitário, o que indica que Francisco I sentirá pessoalmente um desafio de mais extroversão e pouca formalidade, neste ano em particular.

Também é natural que dentro de 4 anos (isto é, aos seus 80 anos) sinta uma responsabilidade ainda mais acrescida e um acentuar do seu desgaste físico, por vários movimentos de Saturno ao Sol (em Trânsito e por Direção).

Outros traços curiosos das suas posições planetárias são: a presença da Lua e Vénus próximas em Aquário, o que lhe confere uma certa simpatia e irreverência; a posição de Marte em Balança/Libra que é muito frequente em “guerreiros da paz” e um traço astrológico comum a João Paulo II.

 O seu Sol em Sagitário conjunto a Júpiter em Capricórnio sugerem um espírito confiante, humorado e bem disposto, para além de um estilo de liderança internacional e viajante. A conjunção de Júpiter a Mercúrio, que é um aspeto comum a Bento XVI, apontam no sentido da apetência para a cultura, para o estudo, domínio de línguas e teologia.

Mais análises ao seu mapa, só farão sentido na medida em que surjam os dados concretos da sua hora de nascimento.

Momento “Habemus Papam”

Tanto no momento do anúncio da eleição com o fumo branco (19h06), como na declaração oficial “Habemus Papam”, com indicação do cardeal escolhido e seu nome oficial como Papa (20h13) , nota-se uma grande predominância da Casa 6, associada à humildade e serviço pelos outros.

HabemusPapam-Mapas

Este fator sugere um pontificado trabalhoso e com algumas adversidades (pedras no sapato) bem como uma atitude de dedicação necessária para as ultrapassar. O Ascendente Libra/ Balança bem como a conjunção de Sol a Vénus em Peixes indicam que poderá ser muito amado pelos fiéis e capaz de criar grande empatia e união, pela devoção prática ao ideal cristão (Peixes na 6).

A fase da Lua (Nova) e a grande força dos planetas em Carneiro/Áries apontam para que, em certa medida, o seu pontificado representará uma rotura com o passado e uma inovação, nomeadamente nas ligações às outras instituições e igrejas, mas sentindo também uma certa rivalidade (casa 7) com as mesmas. Esta posição parece igualmente favorecer a ligação ao desporto, até porque  é sabido que Francisco I é grande adepto do futebol.

A Casa 6 “povoada” inclina também para que o discurso e preocupações se centrem na questão do desemprego e que os pontos de maior choque ou controvérsia (Carneiro/Áries) estejam associadas aos temas dos relacionamentos e casamentos (Casa 7).

Pelo facto de ser um nome novo, número um, e o primeiro papa sul-americano, bem mais próximo do povo e do terreno do que das nuvens burocráticas, certamente irá dar um outro fôlego à Igreja católica neste início de pontificado.

francis-ri

A grande incógnita está relacionada com a posição da Lua, regente da Casa 10 (autoridade) quase sem aspetos e em Carneiro/Áries, o que tanto pode favorecer um estilo único, sensível e corajoso de governação, como acontecimentos inesperados ou extraordinários que possam condicionar o seu pontificado.

Em síntese, o balanço é favorável em termos de uma certa mudança de atitude necessária como exemplo para os próximos tempos.

E você, em que medida tem assumido uma postura mais simples, solidária e “franciscana” na sua vida, em prol de uma maior plenitude?

Um abraço!

João Medeiros

Lisboa, 13 – Março – 2013

Notas e Referências:

– Artigo “Novo Papa – Velha Igreja – Morte ou Ressurreição“, por João Medeiros, publicado no seu blog (Fev. 2013)

– Artigo “Régulus em Virgem – a Nova Era Mundial”, por João Medeiros, publicado na edição especial do Jornal 4 Estações (Dez. 2012)

– Mapas calculados através do programa Solar Fire e Astro.com

– Indicadores biográficos recolhidos dos jornais e noticiários do próprio dia, bem como da internet (particularmente, wikipedia.org)

 

Artigos Relacionados:

0

Adicionar um comentário


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Gémeos/ Brisa , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Gémeos / Brisa em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens