Blog

O Vencedor do Euro 2012 – segundo a Astrologia

Postado por:

Será que a Astrologia pode ajudar a prever o vencedor do Euro 2012? Que padrões planetários se verificaram nos campeonatos já ocorridos? Como saber quais as seleções candidatas à vitória? Será que Portugal pode ganhar? Que chances terá? Qual o mais provável campeão?

Desde o tempo do circo romano que a Astrologia era utilizada para prever os vencedores das corridas de quadrigas. No âmbito militar, o momento certo para começar uma batalha era, por vezes, decidido por critérios astrológicos.

Até há pouco tempo, um selecionador francês admitiu escolher os jogadores da sua equipa com base nos seus mapas astrológicos.

Mas será que a Astrologia pode ter alguma utilidade em entender quais as equipas e estratégias mais favorecidas? Ou mesmo para saber quais os prováveis vencedores? 

Por definição, um jogo tem uma forte componente aleatória e o seu resultado é, em rigor, imprevisível.

Porém, uma vez que um jogo é um sistema de variáveis (com equipas, adeptos, treinadores, resultados) é possível ser interpretado astrologicamente, em particular, o futebol que é considerado o maior espetáculo do mundo.

O facto de cativar as atenções de milhões de pessoas no mundo inteiro implica que haja uma ligação energética grande entre este desporto e as forças planetárias que governam a psique coletiva.

Assim, teoricamente, faz sentido que haja uma correlação entre posições zodiacais e as nações mais favorecidas no desporto-rei num determinado torneio.

Mas, se assim é, como é que na prática isso acontece?

Vários critérios são possíveis e desejáveis para análise:

1- Astrologia Horária: através do mapa do início de cada jogo conjeturar qual o andamento do jogo e principal candidato à vitória. Por exemplo, considerando que o regente do Ascendente é o favorito (ou o que joga em casa), entre outros critérios.

2- Astrologia Natal: através dos mapas astrológicos das Federações respetivas, selecionadores e principais jogadores, analisando diversas técnicas de tempo para o momento do Europeu.

3- Astrologia Coletiva: analisando os signos e planetas mais associados tradicionalmente a cada país e a sua força ou debilidade na altura do campeonato.

Outras abordagens simplificadas prendem-se com as cores dos equipamentos e bandeiras nacionais.

Azuis claros e amarelos poderiam estar mais associados a signos de Ar e de Vénus (por exemplo, Balança); vermelhos a signos de Fogo e de Marte (por exemplo, Carneiro); verdes a signos de Terra (por exemplo, Touro); azuis escuros a signos de Água (por exemplo, Caranguejo); laranjas e roxos a Júpiter (por exemplo, Sagitário); pretos a Saturno (e Capricórnio); brancos a Mercúrio, entre outros.

Habitualmente, os campeonatos da Europa de futebol realizam-se sempre no final de Junho e início de Julho. Isto quer dizer que astros como o Sol, Vénus e Mercúrio estão quase sempre nos mesmos signos Gémeos ou Caranguejo.

Por consequência, os únicos astros cuja posição varia e que são os principais candidatos à análise seriam Saturno, Júpiter, Marte a a Lua.

Pelo facto de se realizarem de 4 em 4 anos, no entanto, algumas posições de Júpiter são mais repetidas que a de outros astros.

É esta última abordagem – Astrologia coletiva simplificada – que vamos usar nesta interpretação.

Quais então as posições que se verificaram no passado?

Podemos constatar que se verificaram estes padrões, de 1960 a 2008:

1 – A Alemanha ganhou sempre ou foi finalista quando se verificou uma predominância dos signos Capricórnio, Virgem ou forças significativas de Mercúrio e Saturno.

2 –A França ganhou quando ocorreu predominância dos signos de Água : Caranguejo e Escorpião, 1984 e 2000.

3 –  Itália e Rep. Checa ganharam quando os signos de Fogo estavam mais presentes 1968 e 1876.

4- Espanha ganhou com pelo menos um astro em Touro e mais presença de astros nos Elementos Terra ou Água

5 –  Vencedores completamente inesperados (Dinamarca e Grécia) ganharam com um astro em Aquário e com Júpiter em Virgem

6- Holanda ganhou quando houve maior peso de signos regidos por Júpiter.

 7 – Equipas de países tradicionalmente gelados (Dinamarca e URSS) ganharam quando Saturno, planeta do frio, estava no seu domicílio (Capricórnio e Aquário)

8- Sempre que Saturno esteve em Água (Peixes, Caranguejo, Escorpião) ganharam países do Sul, mais quentes, onde há praia (Espanha, França e Grécia)

9- Com Saturno em signos de Fogo ganharam tradicionalmente países localizados geograficamente no centro da Europa (Alemanha, Itália, Rep. Checa, Holanda)

Qual a lógica destas correlações?

Faz sentido que a Alemanha esteja associada a Capricórnio e Virgem (e a Saturno e Mercúrio) quer pela forma como joga tradicionalmente – eficaz, humilde, ambiciosa e pragmática – quer pelas cores do seu equipamento (Branco – Mercúrio e Preto- Saturno).

Os países com mais atletas de origem africana (França, Holanda e Portugal) estarão mais associados a Água porque, tradicionalmente, os povos escuros e negros estão mais associados a este Elemento, segundo Ptolomeu.

Assim, embora estas seleções sejam europeias a sua essência é muito africana quando comparada com o resto da Europa. Recordemos jogadores como Zinedine Zidane (francês de origem argelina), Ruud Gullit (holandês também de origem africana) já para não falar de portugueses que ficaram famosos como Jordão ou Eusébio.

Saturno está associado ao frio mais agudo, pelo que, faz sentido que quando esteja colocado em signos da sua máxima força (Capricórnio ou Aquário) prevaleçam equipas onde há mais frio ou neve: como a URSS ou Dinamarca.

Por sua vez, a vitória de candidatos totalmente inesperados (Dinamarca e Grécia) parece estar associado efectivamente a um signo inesperado (Aquário) e a outro que significa humildade e espírito de formiga (Virgem).

Tem também uma certa lógica que a Holanda tenha ganho com mais signos de Júpiter uma vez que o seu equipamento – laranja – é dos mais associados à cor deste planeta. É também verdade que o seu estilo de futebol é mais popular e criativo.

Países do eixo geográfico central da Europa (Itália, Rep. Checa, Alemanha, Holanda) faz algum sentido terem ligação com o Fogo uma vez que são os mais puros representantes da raça europeia típica  – e porque o Fogo representa os centros.

Nações vestidas de Azul (e branco), do Sul e com bandeiras com azul – França e Grécia – terão pela evidência referida uma correlação com  Saturno em signos de Água, associado ao azul.

Espanha é um país do Sul (água) mas com atletas relativamente brancos quando comparados com as nações que incorporam etnias africanas, pelo que, faz sentido que tenham ganho com uma forças moderadas de Água e Terra. Espanha está muito ligada ao signo de Touro por razões culturais óbvias.

O último campeonato foi ganho pela Espanha  num dia em que a Lua em Touro era o astro com mais força (exaltada), quando comparado com Júpiter em Capricórnio (exilado) ou Saturno em Virgem, que representariam a outra seleção finalista – a Alemanha.

(Nota: toda a primeira parte deste artigo foi escrita antes do Euro 2012, começar. Por uma questão de transparência e honestidade intelectual foi mantido intacta, pese embora os erros de análise que se seguem quanto às hipóteses dos candidatos. A segunda parte do artigo, com a descrição e correcção técnica em relação à análise, será colocada on-line apenas após o fim do Euro 2012. Obrigado!)

Tendo em linha de conta estes padrões, quais os principais candidatos à vitória em 2012?

As seleções presentes na fase final do Euro 2012 são:

Sul-Oeste: França; Espanha; Portugal

Sul-Leste: Grécia

Sul-Centro: Itália

Centro: Alemanha; Rep. Checa; Holanda

Centro-Leste: Croácia

Norte: Dinamarca; Suécia; (Rússia)

Oeste-Norte: Inglaterra; Irlanda

Norte-Leste: Polónia; Rússia;

Leste: Ucrânia

Nas posições planetárias de Saturno, Júpiter, Marte e Lua para a final (1 de Julho de 2012) reparamos que há uma predominância do Elemento Ar, algo que nunca aconteceu antes (ou seja, haver pelo menos dois astros em signos Balança, Gémeos ou Aquário).

Este indicador pode sugerir a vitória de um tipo de nação que nunca tenha ganho antes.

Não fosse a presença da Lua em Sagitário, este cenário indicar-nos-ia uma tendência para vitória de uma nação europeia com uma posição geográfica periférica e com um clima muito frio a temperado (pela Exaltação de Saturno em Balança, o mais forte dos astros neste dia), tipicamente, de Norte ou Leste.

Por estes indicadores, as nações do Sul (Portugal, Espanha, França, Grécia) terão menos menos possibilidades de vitória final, tendo a Itália mais hipóteses que estas apenas por ser uma nação do centro geográfico.

A Alemanha terá fortes hipóteses de chegar à final, devido às forças moderadas de Saturno e Mercúrio (Júpiter em Gémeos; Marte em Virgem).

O colorido dos signos (Balança, Gémeos, Virgem e Sagitário) indicará uma equipa vencedora simpática ou com cores bonitas e leves – mais azuis, amarelos, brancos ou laranjas.

Apesar da força de Saturno em Balança – único planeta exaltado e principal indicador do candidato vitorioso – não faz muito sentido ser um país gelado, mas moderadamente frio. Neste aspecto, as hipóteses da Rússia, Suécia e Dinamarca baixam um pouco.

O que quer dizer que seguindo apenas esta abordagem astrológica , eis as probabilidades finais:

França; Espanha; Portugal; Grécia – hipóteses reduzidas

Itália; Rep. Checa e Croácia – hipóteses moderadas a reduzidas

Alemanha – forte hipótese de ser finalista

Holanda – hipótese de ser finalista

Inglaterra e Irlanda – incógnitas

Rússia, Dinamarca, Suécia  – hipótese de ser finalista ou vencedor

Polónia, Ucrânia – hipóteses de serem vencedores (embora Polónia, menos, por se equipar de vermelho)

O que implicará maiores probabilidades de vitória para os anfitriões (Ucrânia, sobretudo), para a Alemanha, e para os restantes países do Norte (Rússia, Dinamarca e Suécia) sendo a Inglaterra e Irlanda uma incógnita e podendo a Holanda chegar à final.

Resumindo,aplicando apenas uma das abordagens astrológicas (posições do dia da final), não parece que neste campeonato da Europa as hipóteses sejam muito favoráveis a Portugal.

Para uma análise mais aprofundada seria necessário analisar outros dados, como referimos anteriormente: mapas dos jogos; dos selecionadores; de alguns jogadores; etc.

Como português espero, no entanto, que a seleção nacional chegue o mais longe possível  –  seria bom para a economia e um motivador nacional.

Esperemos fundamentalmente que ganhe o mais justo e que todas as equipas lutem em prol de um grande espetáculo e de valores mundiais de solidariedade. Até porque nesta altura (final de Junho) começa a formar-se a quadratura de Urano e Plutão que sugere um avolumar de tensões políticas e financeiras mundiais.

Como diziam os romanos: os dados estão lançados… que vença a melhor das equipas!

Como referimos no início, existem tendências muito definidas … mas no futebol tudo é possível!

Se quiser ler mais detalhes sobre os jogos de Portugal no Euro leia o artigo:

Astrologia Horária – Portugal no Euro 2012

E tu, quem achas que poderá ganhar o Euro 2012? Responde para aqui, se quiseres participar.

Um abraço,

8 Junho 2012 – início do Euro 2012 (dia em que o artigo foi escrito)

João Medeiros

Artigos Relacionados:

21

Comentários

  1. Mariana  Junho 9, 2012

    para além do trabalho notável de investigação que certamente está por trás de um artigo destes (mas que não me surpreende vindo da tua parte), acho realmente admirável a coragem com que expões isto em público assim, quando todas as cartas ainda estão na mesa… parabéns, João!

    responder
    • joaomed  Junho 9, 2012

      Obrigado, Mariana! De facto, se vamos fazer a análise à posteriori ninguém nunca nos dará crédito. Há que ter coragem, se confiamos nos argumentos (como é o caso). Bjinho JM

      responder
  2. Dudu  Junho 9, 2012

    Gostei muito de ler tão bom e minucioso artigo sobre a nossa Selecção. Começei a ler e ouvir, em videos, o que o João faz e gosto , estamos perante alguém rigoroso e quase matemático nas suas análise, o que as torna também diferentes e estimulantes !
    Mais uma vez parabéns pelo cuidadoso e não menos arrojado estudo/previsões sobre o EURO.
    Vou continuar a ler e a acompanhar o trabalho do João.
    Um beijinho

    responder
    • joaomed  Junho 10, 2012

      Obrigado, pelas palavras.Continue a acompanhar (se ainda não o fez, inscreva-se na newsletter). Tudo de bom, JM

      responder
  3. Miguel Santos  Junho 11, 2012

    Boa noite João! Parabéns e forte abraço.

    responder
    • joaomed  Junho 12, 2012

      Obrigado, Miguel! Forte abraço aí para Terras de Vera Cruz! JM

      responder
  4. Claudia  Junho 11, 2012

    Investigação incrivel!!! 🙂 Parabéns!!! Excelente artigo!

    responder
    • joaomed  Junho 12, 2012

      Obrigado, Cláudia! Se ainda não se inscreveu na nossa newsletter pode fazê-lo ficando com um E-book grátis….verifique em cima, à direita. Grato pelo comentário! JM

      responder
  5. Leonardo  Junho 12, 2012

    Do melhores artigos que já li relacionados com a astrologia. Parabéns João pelo teu elevado nível técnico, de pesquisa, de análise.
    Abraço, Leo.

    responder
    • joaomed  Junho 13, 2012

      Obrigado, Leo, pelo apoio! Grato! Abraço JM

      responder
  6. jef  Junho 23, 2012

    Espero que Portugal venha contradizer a sua analise , jà é o caso :)!!!!!!!!!!!!!!!!!

    responder
    • joaomed  Junho 25, 2012

      Caro José, efetivamente, embora a análise tenha sido mais no sentido de Caso um país chegue à final, quais as probabilidades de a ganhar, segundo os padrões do passado não faria sentido que um país do Sul ganhasse. NEsse aspeto, segundo o estudo feito a Alemanha seria claramente favorita à vitória final (atendendo a que é a única sobrevivente dos países de frio moderado, a norte/centro). Mas vamos ver. Eu também tenho esperança que ganhe Portugal. Obrigado pelo contributo, JM

      responder
  7. Pedro Alexandre  Junho 24, 2012

    Olá !

    Eu acredito num Portugal Alemanha na final mas quem será vencedor será a Alemanha sendo eu Português .

    Força Portugal .

    responder
    • joaomed  Junho 25, 2012

      Caro Pedro, de facto é uma hipótese viável. Mas segundo os padrões ocorridos no passado efetivamente as probabilidades de Portugal ser campeão não seriam grandes. Porém, nada nos garante que não possa haver uma quebra de padrão com o passado. Portanto, tudo é ainda possível. Obrigado JM

      responder
  8. Parish  Junho 25, 2012

    o campeão vai ser Portugal … podes escrever aí amigo .

    responder
    • joaomed  Junho 25, 2012

      Esperemos que sim. Mas se isso não acontecer, os portugueses são bons na mesma. Sugiro que leia o artigo sobre D. Sebastião aqui no blog. Obrigado JM

      responder
  9. Parish  Junho 28, 2012

    tinhas razão amigo… a nossa sina não nos ajudou… ( a falta de sorte como sempre)

    responder
    • joaomed  Junho 28, 2012

      Haverá oportunidades melhores no futuro. Particularmente, quando Mourinho for o selecionador. Mesmo assim, a equipa foi muito longe e está de parabéns! Abraço JM

      responder
      • Parish  Junho 29, 2012

        eu acho q não vai ser preciso esperar pelo Mourinho, é só preciso ser mais ambiciosos e objectivos…
        agora q ganhe a Itália

        responder
        • joaomed  Junho 29, 2012

          Concordo!

          responder

Deixe uma resposta para Leonardo
Clique aqui para cancelar a resposta


Share This

Receba grátis o 1º Ebook da coleção Zodíaco - o Signo de Gémeos/ Brisa , ao subscrever a newsletter!

  • Conheça o Signo de Gémeos / Brisa em detalhe
  • Padrões Comportamentais
  • Características Fisionómicas
  • Os Diversos Planetas no Signo
  • A Simbologia dos 30 Graus com imagens